MENINOS PRODÍGIOS DE OLHO EM 2016

matheus_podio_2_1

Matheus Santana vibra com a sua medalha de ouro em Nanquim (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB)

O nadador Matheus Santana conquistou o ouro nos 100m livre nas Olimpíadas da Juventude, em Nanquim, na China. Ele bateu novamente o próprio recorde mundial júnior da prova, com o tempo de 48s25, baixou dez centésimos da marca anterior e transformou-se no quinto homem mais rápido do mundo em 2014. Além dele, o Brasil tem Cesar Cielo com o quarto tempo, com 48s13, e ainda Bruno Fratus, Marcelo Chierighini, com 48s68 no ano, e João De Lucca, com 48s97.

Matheus agora sonha com as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. “Estamos montando um revezamento que pode ser o melhor da história do Brasil na competição, pensando principalmente no curto prazo, no próximo Jogos Olímpicos. Isso é uma possibilidade e estou muito motivado para isso”, disse .

orlandoluz-marcelosilva-tenis-wanderroberto-inovafoto-cob

Orlando Luz e Marcelo Zormann (à esq.) conquistam a medalha de ouro tênis (Foto: Wander Roberto / Inovafoto / COB)

Tênis – Nanquim uniu também Orlando Luz e Marcelo Zormann. Sorte dos dois e também do Time Brasil. Para as Olimpíadas da Juventude, na China, eles passaram a atuar juntos, treinando para a competição após orientação do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e da Confederação Brasileira de Tênis. No meio do caminho, jogaram Wimbledon para se entrosar, e na grama do Grand Slam surpreenderam o mundo, ficando com o título no juvenil. Agora, na China, finalmente atuando no torneio para o qual treinaram, repetiram a dose, fazendo história em dia dourado para o tênis brasileiro. 

edival-marques_jogosjuventude2_thierrygozzer_85

Edival Marques põe o Brasil com o mesmo número de medalhas de 2010 (Foto: Thierry Gozzer)

Judô – Depois do ouro da judoca Layana Colman, na segunda-feira (19), Edival Marques confirmou o favoritismo e também subiu ao lugar mais alto do pódio, na até 63kg do taekwondo. Há quatro anos, o Time Brasil foi ouro com Caio Clezar, no atletismo, e David Lourenço, no boxe. Com mais oito dias de disputas na China, a expectativa é que o Brasil bata as seis medalhas conquistadas anteriormente, já que a terça-feira foi de bons resultados nas eliminatórias.

Hugo Calderano leva medalha de bronze no tênis de mesa (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB)

Hugo Calderano leva medalha de bronze no tênis de mesa (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB)

Tênis de mesa – Hugo Calderano fez história nesta quarta-feira (20). O brasileiro conquistou a medalha de bronze após bater o atleta de Taipei, Heng Wei Yang, por 4 sets a 2, com parciais de 11/9, 11/8, 11/9, 9/11, 9/11 e 12/10. O pódio foi o primeiro do país dentro de um evento chancelado pelo Comitê Olímpico Internacional, desde que o tênis de mesa entrou nas Olimpíadas, em Seul, 1988. Para conseguir a conquista, Calderano enfrentou grandes adversários até chegar a semifinal, quando acabou derrotado pelo japonês Yuto Matsumara, quarto colocado no ranking mundial adulto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s