PLACAS DA COPA RECICLADAS

Novos modelos serão confeccionados com materiais modernos, que dão melhor visibilidade à noite

Novos modelos serão confeccionados com materiais modernos, que dão melhor visibilidade à noite

A Secretaria de Transportes iniciou os trabalhos de reciclagem das placas utilizadas para guiar os mais de 600 mil turistas durante a Copa do Mundo. Foram cerca de 500, fabricadas especialmente para o Mundial e espalhadas por diversos pontos do Plano Piloto e de Taguatinga – palco da Fan Fest. Agora, outras regiões terão reforço na sinalização das vias a partir dos materiais reaproveitados.

FOTO_HMENON_OLIVEIRA_6As placas possuem linguagem específica (português-inglês) e com padrões diferentes dos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A Secretaria de Transportes, em acordo com a Fifa, produziu as placas em formato semelhante aos já utilizados no DF, o que facilitou o processo de reciclagem após a Copa.

A retirada começou na última sexta-feira (1º). As placas são levadas para a sede da Coordenação de Infraestrutura de Sinalização da Secretaria de Transportes, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), e lá passam por um processo de recuperação e limpeza.

“O reaproveitamento permite que tenhamos novas placas sem a necessidade de investir em material novo, o que faz com que não gere gastos extras com material. O processo de reaproveitamento gera uma economia de R$ 700 mil aos cofres públicos”, explicou o subsecretário de Infraestrutura do DF, Aldir Roldão.

Nova película – Primeiro, elas são lavadas, depois, são retiradas as películas para lixar e pintar. Só então as placas ganham uma nova película, que pode ser produzida em dois formatos: em impressão digital (novidade em várias regiões) e convencional (em tom verde e marrom).

O coordenador de Infraestrutura de Sinalização, da Secretaria de Transportes, Ivaldo Marques Teixeira, explica que as novas placas têm durabilidade maior que as habituais e permitem melhor reaproveitamento. “Assim como usamos na Copa, vamos usar em vários locais a película em impressão digital. Esse material permite maior visibilidade durante a noite, além de ter maior durabilidade e ser mais fácil de produzir, pois extingue o método convencional, em que as letras são coladas uma por uma”, detalhou.

A previsão é que daqui a algum tempo todas as placas convencionais sejam substituídas pelas de impressão digital. No Setor de Embaixadas, a mudança já começou e restam apenas 10 modelos antigos. Em outras regiões, como Ceilândia e na Vila Telebrasília, as novas placas já deram o ar da graça.

Segundo a Secretaria de Transportes, em breve, o Noroeste contará com a nova sinalização em toda a sua área. As placas que serão utilizadas na região serão produzidas a partir das que foram utilizadas no Mundial de fubebol.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s