ELE JÁ SENTE SAUDADES DO BRASIL

Lukas Podolsky concedeu entrevista exclusiva ao "Fantástico"

Lukas Podolsky concedeu entrevista exclusiva ao “Fantástico”

Um dos personagens mais simpáticos da Copa, Lukas Podolski virou o maior xodó da torcida brasileira. Teve até brincadeira na internet para o camisa 10 usar o uniforme da nossa seleção ou virar presidente, e ficar no país de vez. “Ah, eu preciso me candidatar e depois ganhar as eleições”, disse o jogador, em entrevista exclusiva ao “Fantástico”, da Rede Globo.

podolsky brasilAmado pelo Brasil, o jogador amou o País que o recebeu. “Completamente abismado”, “Brasil te amo”, “Cada dia me encanto mais com esse país lindo” foram algumas das declarações postadas nas redes sociais com legendas em português como “#tamo junto”, “#sabe de nada, inocente”. O polonês Lukas Podolski, naturalizado alemão, escreve com a ginga de um brasileiro. O segredo foi a ajuda de um amigo que conhece bem a língua portuguesa. “Eu mandava em inglês e ele traduzia para o português”, confessou o jogador.

O caso de amor quase desandou, quando a Alemanha castigou o Brasil com a goleada de 7 a 1. Mas o Podolski pediu respeito pela amarelinha. “Não podíamos contar que o placar seria tão alto. Esse jogo vai ficar por muito tempo na memória dos alemães e dos brasileiros. Tanto o lado positivo quanto o negativo. Mas assim é o futebol. A gente queria ir para final e conseguiu”, diz ele, que, já na Alemanha, postou: “Tenho o Brasil sempre comigo.” E declarou: “Quero voltar ao Rio de qualquer maneira. Ainda tem muitas coisas que eu não vi e tenho obrigação de ver, já que sou metade brasileiro”, brinca ele, que confessa ter sentidovontade de descer do ônibus quando passava pela praia. Para jogar futebol na areia, sentar em um bar, conversar com as pessoas. “A animação do povo brasileiro me conquistou. E não foi ensaiado, ou estratégia de marketing, foi verdadeiro”, conta.

Sobre largar tudo para jogar em um time brasileiro, Podolsky revela que se sente bem no Arsenal, em Londres, mas o que vai acontecer depois, ninguém sabe. “Talvez eu termine jogando em um time brasileiro. Para a seleção brasileira, infelizmente eu não posso jogar”, lamenta ele, deixando mais uma mensagem: “Obrigado, Brasil, foi absolutamente demais. Foi a escolha certa fazer a Copa no Brasil, terra sensacional, cidades sensacionais, me conquistou. Vocês amam futebol, esse é o jeito de ser do brasileiro. Espero que a gente se veja logo. Saudações da Alemanha, de Colônia. Obrigado, Brasil.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s