JIM, DE CORPO E ALMA

Eriberto Leão se transforma em corpo e alma no roqueiro Jim Morrison no musical "Jim"

Eriberto Leão se transforma no roqueiro Jim Morrison em musical

Após viver Jim Morrison nos palcos, Eriberto Leão não poupa críticas ao cenário artístico brasileiro. Para o ator, a música vive uma despolitização, a classe artística deveria ter participado mais dos protestos e os jovens só querem saber da fama. O ator de 41 anos está mais crítico. Em entrevista ao Destak, o intérprete do vocalista do The Doors em musical nos palcos falou sobre o atual cenário artístico e disparou: “A música vive uma despolitização absurda”.

Por Gustavo Garcia

jim2Fãs de rock costumam ser exigentes. Você sentiu isso durante as apresentações de ‘Jim’?

Escolhi um ícone do rock que sei que eu conseguiria chegar perto, porque eu não conseguiria fazer um Jimi Hendrix, por exemplo. Além das semelhanças física e vocal, tinha a minha identificação com o Jim. Eu fui iniciado por ele, pelo The Doors e pelos mestres que os influenciaram. O público do rock é exigente porque ele é muito verdadeiro, então qualquer coisa superficial não agrada, porque o rock é alma. O rock é mais que um estilo musical, é um estilo de você enxergar e questionar a sociedade.

Como você vê o atual cenário musical?

Os holofotes estão acesos para a mediocridade. Eu não consigo me encantar com nenhuma das músicas que fazem sucesso no Brasil hoje. Um país que precisa de tanta mudança, que tem tanta coisa equivocada e a juventude está chafurdada em um entretenimento que só busca satisfação pessoal e momentânea. A música está com uma despolitização absurda. No rock dos anos 80, a música misturava entretenimento e política. Isso é qualidade. Duvido que, no futuro, teremos peças sobre algum cantor ou banda que está fazendo sucesso hoje.

E os novos atores?

Os atores jovens precisam enxergar a nossa arte de uma forma verdadeira, na qual fazer sucesso na TV deve ser uma possível consequência do trabalho e não um objetivo. Vivemos numa era midiática, em que as pessoas adoram a própria imagem, então é natural que os jovens atores queiram trabalhar na televisão. Me perguntam direto isso: “como faço pra trabalhar na TV?”. E eu não sei responder. Eu sei como faz para ser ator. O ator verdadeiro sempre vai ter seu espaço. O problema é que muitos atores jovens querem uma possível consequência da profissão, que é a fama, e não o ofício em si.

Depois de já ter protagonizado novela das nove – ‘Insensato Coração’ -, você está escalado para a próxima temporada de ‘Malhação’. Como encara esse trabalho?

Com muita honra. Vou ser um veterano na história e vai ser uma narrativa bonita. É importante eu estar em contato com colegas mais jovens. É uma oportunidade de dar exemplo a eles. A “Malhação” está vindo totalmente reformulada. Meu personagem se chama Gael e é dono de uma academia de lutas. Ele é o mestre da molecada. Vamos levantar a diferença entre artes marciais e brigas. E vai ser bom porque eu vou ter contato com o público jovem, o que não tenho há muito tempo.

Você participou das manifestações de 2013. Vai participar novamente caso elas se repitam neste ano?

Sinceramente, não sei. Se for de uma forma natural, com a família, sem partido político, sim. Se for um movimento gigantesco, eu entro. Agora, se for de uma maneira superficial, como acho que será, não participo. Há uma necessidade de transformação no Brasil. Não só a política. Não adianta você estar numa manifestação e não dar passagem para um carro, por exemplo. O Brasil não tem nada padrão Fifa. Nem mesmo os estádios, que não estão prontos. Acho que só o coração do brasileiro é padrão Fifa. Mas também é facilmente manipulado. Infelizmente, os movimentos do ano passado minguaram. Acho que a classe artística deveria ter participado mais. Vários se colocaram, mas não foi uníssono.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s