BARBA PRA QUE TE QUERO

BARBA 1Não muito tempo atrás, a barba era um elemento masculino que simbolizava duas coisas bem opostas: ou era usada por homens mais velhos, maduros e imponentes, ou servia para mostrar que o cara mais jovem tinha um certo quê de rebeldia. Hoje a realidade se transformou. A barba está no rosto de homens de todos os tipos, idades, raças e classes sociais, seja ela cheia, longa, aparada ou por fazer. Na última cerimônia do Oscar, Hollywood deu provas de que o acessório estético está na moda. O ícone se consolidou por meio do visual dos galãs Ben Affleck, George Clooney e Robert Pattinson, que causaram tanto burburinho entre os admiradores do sexo masculino que a tendência virou febre.

Hoje a barba deixou de ser uma desculpa para não precisar raspar os pelos com lâmina: virou queridinha dos homens contemporâneos. E não tem nada a ver com metrossexualidade: o cara de hoje está mesmo é a fim de parecer mais masculino e viril. E esse papel é muito bem cumprido pela barba. “Os caras estão vendo na barba um resgate da masculinidade pura ao mesmo tempo em que estão assumindo uma posição que era somente das mulheres e dos gays, de ser mais vaidoso, antenado com a moda, cuidando da aparência e lançando mão de produtos de beleza e de sessões de depilação, massagem e tratamentos estéticos de toda natureza”, explica a antropóloga Vanessa Jardins.

A História mostra que os homens da Antiguidade eram barbudos por questões de temperatura corporal e de imposição de agressividade para as guerras, mas, nos séculos posteriores, o rosto limpo era demonstração de higiene e seriedade. Nos anos 60 e 70 do século XX, os pelos no rosto passaram a representar contestação e rebeldia, principalmente entre os adeptos do rock e do indie, que, já no início deste terceiro milênio, se consolidaram como contraponto ao fenômeno dos metrossexuais.  Até que os ditos-cujos viram na barba um sinônimo para charme, elegância e masculinidade.

BARBA 2A mulherada já comprovou cientificamente que aprova. Em pesquisa realizada na Inglaterra por um site especializado em celebridades, 54% das entrevistadas foram categóricas ao afirmar que preferem os barbados, desde que não sejam aquelas barbas volumosas. “A barba mal-feita, estilo Ben Affleck, é o que a gente se agrada”, reitera a bancária Luciana Ramalho, de 32 anos, namorada do “barbudinho por fazer” Ricardo Brandão. Estudo feito pela University of New South Wales, na Austrália, também confirmou o que os barbudos estão no topo da preferência das quase 400 mulheres consultadas. Para elas, a barba faz você parecer mais maduro e másculo. Os homens também aprovam. Quase duzentos caras heterossexuais consultados apontaram que a barba está, realmente em alta. Para eles, no entanto, a justificativa foi outra: os barbudos parecem mais agressivos.

Outro estudo recente, também australiano, da Universidade de Southern Queensland, mostrou que barba também faz bem à saúde. É que os pelos no rosto diminuem em 35% a exposição aos raios UV. Conforme o tamanho e grossura dos pelos da barba, ela funciona como um protetor solar de até 21FPS. Pesquisadores também concluíram que o bigode pode servir como proteção contra bactérias trazidas pela poeira e até evitar a asma. Já as barbas longas que cobrem o pescoço podem proteger e diminuir o tempo de inflamações na garganta por deixarem a região mais aquecida. “O único ponto negativo da barba é que ela exige uma manutenção cuidadosa para evitar pelos encravados”, endossa o dermatologista Paulo César Rabello, que, aliás, ainda não abandonou a lâmina de barbear.

100 dias, 100 barbas

 BARBA 3

No ano passado, o fotógrafo escocês Jonathan Daniel Pryce, iniciou o tumblr 100 Beards reunindo fotos de homens barbudos anônimos. Segundo ele, que é radicado em Londres, o projeto teve início por perceber que os beard guys estavam muito presentes nas ruas da capital inglesa. O trabalho acabou resultando no livro “100 Beards, 100 Days “(“100 Barbas, 100 Dias”), que pode ser adquirido por cerca de R$ 60 na internet. As fotos acima foram extraídas da obra.

Faça Amor, Não Faça a Barba

 BARBA 4

No Facebook, a página já acumula mais de 260 mil curtidas. A campanha, criada por três amigas, ganhou adeptos em todo o país, como o modelo Mateus Verdelho. Além disso, o lema virou slogan de anúncios e peças de roupas que estão fazendo a moda por aí. Mas não adianta apenas ter uma barba apenas por ter. É preciso cuidar para que ela fique bonita, cheirosa e com vida.

A barba também tem chamado muito a atenção do mercado publicitário. Tanto que as agências têm influenciado os modelos ao cultivo do look para anúncios de carros, relógios, perfumes e roupas de grandes estilistas. Um dos principais modelos brasileiros, Marlon Teixeira, tem faturado bastante, assim como o argentino Maximiliano Patane.

Pelos cuidados

BARBA 5

Segundo a dermatologista Mariana Barbato, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a barba pode deixar a pele oleosa, favorecendo o aparecimento de espinhas e até causando descamação da pele. Assim como os cabelos, os pelos do rosto acumulam impurezas ao longo do dia e precisam ser higienizados diariamente. A área do bigode, em especial, recebe contato direto com alimentos e bebidas. “É preciso lavar o rosto duas vezes ao dia ou sempre após as refeições com um sabonete neutro, que é menos propenso a causar irritações”, ensina a especialista, que recomeda usar, ainda, filtro solar ou cremes específicos para o rosto e sem óleo em vez do condicionar de cabelos. Se ocorrer excesso de oleosidade que provoque acnes ou caspas, é preciso fazer uso de loções e cremes específicos.

No caso dos fumantes, a região onde há pelos em volta da boca merece atenção ainda mais especial. Além de deixar odores nos pelos, a nicotina costuma deixar os fios amarelados.

Barbas muito cheias, segundo pesquisas, não agradam tanto quanto as mais aparadas. Para manter o tamanho dentro do aceitável, o corte dos pelos pode ser feito com tesoura ou mesmo com o barbeador elétrico, dependendo da habilidade do cara. As lâminas são utilizadas para a manutenção do design e devem ser manuseadas de forma cautelosa para não agredir a pele e até favorecer pelos encravados.

A dermatologista recomenda o uso de cremes para barbear com silicone na fórmula, que melhoram o deslizamento da lâmina e diminuem o atrito, o que reduz as irritações. Já no caso de homens com barba muito grossa ou muitos pelos, uma solução para reduzir o volume é optar por algumas sessões de depilação definitiva para facilitar a manutenção. Mas, nesse caso, é preciso reservar uma boa grana.

Outra dica importante refere-se ao formato da barba adequada para cada tipo de rosto. Para quem tem a face muito arredondada, deve-se tomar cuidados para não deixá-la parecendo uma lua cheia. Os cavanhaques funcionam melhor para os homens que têm um rosto mais quadrado. Já os que não têm muito queixo a barba é ideal para criar a ilusão de um rosto alongado.

Por que uso barba

BARBA 6

“Faz uns cinco, seis anos que uso barba, bem antes de virar a modinha de hoje em dia. Comecei deixar por preguiça de fazer, mas os elogios eram constantes e eu fui deixando. Agora, não pretendo tirar nunca. Acho que fica mais bonito, sexy e macho, digamos. Todos e todas aprovam.”

André Felioli, 29 anos, auxiliar administrativo

“Uso barba há dois anos porque acho bonito. Na minha opinião, os pelos no rosto são traços fortes de um homem e também o deixam com um ar de maturidade. Tenho cuidado de sempre lavar a barba com shampoo e condicionador. Todas as mulheres me dizer que acham homens de barba mais bonitos.”

Eduardo Siqueira, 21 anos, estudante

“Tenho barba desde os 14 anos, porém não fazia uso frequente até uns dois anos atrás, quando parei de tirar. Tenho porque me sinto melhor com ela, com um visual mais sério e mais maduro e não pretendo tirar até que realmente precise. Com certeza fica mais bonito sim, a barba sempre foi muito aprovada pela mulherada.”

Leonardo Tulli, 23 anos, engenheiro civil

“Aderi a moda da barba quando eu tinha 21 anos. Fui muito elogiado…e decidi nunca mais tirá-la. Pelo menos essa é a minha vontade: só a tiro por algum trabalho que não me permita usá-la. Algumas meninas falam que é muito melhor quando eu fico sem a barba… mas a maioria prefere com barba. Sigo o voto da maioria! Mas o mais importante de tudo é eu me sentir bem comigo mesmo. E nesse caso, eu gosto muito da minha barba.”

Duda Borges, 27 anos, advogado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s