O NOVO QUERIDINHO DO BRASIL

MarcoPigossi0

Marco Pigossi

Ele não é mineiro, mas quietinho, aos poucos, comendo pelas beiradas, abocanhou o sucesso. O paulistano Marco Fabio Maldonado Pigossi começou cedo na batalha pela carreira de ator, ofício que ele optou quando criança e realizou já na adolescência, emendando um personagem no outro até chegar ao posto de protagonista de novela da Globo que ostenta hoje. Aos 24 anos de idade, Marco Pigossi está em seu oitavo papel na emissora do Jacarepaguá, praticamente emendando um trabalho no outro. “Eu nasci para ser ator, não me imagino fazendo outra coisa”, ele revela.

MarcoPigossi7

A estreia de Marco Pigossi foi na série “Um Só Coração”, em 2004, como o jovem revolucionário Dráusio Marcondes de Souza, e um dos seus papéis de maior repercussão foi o gay divertido Cássio, de “Caras & Bocas”, trama exibida em 2009 que imortalizou os bordões “Tô rosa chiclete” e “Choquei, perua”. Além disso, esteve no elenco das novelas “Eterna Magia”, “Ti Ti Ti” e “Fina Estampa” e das séries “Queridos Amigos” e “Gabriela”, além de peças teatrais como “O Auto da Compadecida” e “O Santo e a Porca”, de Ariano Suassuna. A estreia de Pigossi na tevê, entretanto, é curiosa: em 2003, ele foi selecionado e chegou a gravar cenas da adaptação que o SBT fez pra novela “Rebelde”, que nunca chegou a ser exibida pela emissora.

O ator de olhos claros e sorriso cativante, assim como o personagem, tem uma legião de fãs. Disputado na telinha pelas personagens de Sophie Charlote, Fernanda Vasconcelos e Isabelle Drummond, o ator, nas ruas, é chamado de “Sangue Bom” por onde passa. Marco, que já viveu personagens de época, um gay afetado, dois anti-heróis e até um rapaz virgem já na fase adulta, hoje é alçado ao posto de galã, que ele não aceita com muita facilidade. “Não gosto de rótulos, acho que o ator deve estar preparado para qualquer papel”, desconversa o rapaz, que tem no motociclismo uma forte paixão, a qual pôde dar vazão quando interpretou o gerente de loja de motos Rafael, em “Fina Estampa”

Aceitando ser galã ou não, o fato é que Marco não perdeu o carisma e a simplicidade, características que divide com o florista Bento, seu atual trabalho, na novela “Sangue Bom”. “Esse cara me ensinou a olhar melhor o próximo e entender suas necessidades, da mesma forma que aguçou em mim o romantismo, não no sentido literal, mas na maneira de enxergar a vida”, comenta ele, que, enquanto morou na casa dos pais, dormia no quarto que, um dia, havia sido biblioteca de ninguém menos que Antônio Fagundes. É que o apartamento em que ele cresceu foi comprado por seus pais diretamente do ator, sem imaginar que um dia o filho seguiria os passos do eterno galã global. “Vai ver eu peguei no ar a paixão pela dramaturgia. Deus queira que eu tenha absorvido também o talento e a capacidade de construir uma carreira tão sólida quanto a dele”, finaliza.

Caras e Bocas

26725--sangue-bom-620x0-2pigossipigossi2307779

Pouco vaidoso, básico, despojado, esportista e cheio de charme

1) O personagem que o despontou Marco Pigossi para a fama foi o gay descolado Cássio de “Caras & Bocas”, aquele do bordão rosa-chiclete. Mas o ator não é nada vaidoso. Dificilmente ele será visto com roupas coloridas e justas e acessórios chamativos.  “Ali foi um grande exercício de desapego da minha personalidade careta”.

2) Ao contrário, o estilo do ator de 24 anos é básico, bem parecido com o do seu novo personagem, o florista Bento de “Sangue Bom”. “Coloco um jeans, uma camiseta de uma cor só e um All Star: estou pronto”.

3) Por conta do trabalho como ator, Marco vez ou outra participa de um desfile de moda, o que lhe exige ser fotografado em um visual mais despojado, como os dos playboys Pedro e Rafael, que viveu nas novelas “Ti Ti Ti” e “Fina Estampa”. “Pra uma saída noturna, eu chego a colocar uma jaqueta jeans e uma camisa mais colorida, mas não me permito mais que isso”.

4) Marco foi atleta da natação até os 16 anos, quando parou para investir no teatro.  Avesso a academias de ginástica, o ator compensa os excessos com uma boa corrida, como a que participou recentemente em Brasília, no Track&Field Run Series do Parkshopping.  “Pra correr, uso a roupa mais confortável possível, um tênis esportivo, um boné e o meu Ipod para ouvir uma musiquinha”.

5) Pigossi diz que não é de baladas. Evita bebidas alcoólicas, mas já foi fotografado algumas vezes com um cigarro na mão, como nessa foto feita por Sérgio Santoian para a “Revista Mensch”. Longe de querer fazer apologia ao fumo, o ator alega que não é viciado, mas reconhece que acha charmoso. “Sei que não é politicamente correto, mas é só uma fase”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s