BELEZA AMERICANA

Jovem empresário brasiliense ganha  status de celebridade ao ser eleito o homem mais bonito das Américas

Jovem empresário brasiliense ganha
status de celebridade ao ser eleito o homem mais bonito das Américas

No último semestre, a capital federal ficou agitada por causa de um concurso para escolher, entre cerca de 30 candidatos, o homem mais bonito do Brasil. Saradões do Brasil inteiro desembarcaram na cidade para uma semana de provas diversas que avaliaram não somente a estética, mas também as habilidades artísticas e intelectuais de cada um até chegar ao modelo ideal do homem que representaria o Brasil na competição internacional da categoria. Na ocasião, o país teve a oportunidade de conhecer aquele que seria a grande revelação entre os gabaritados concorrentes. Em meio à disputa entre os dois primeiros colocados pela coroa de Mister Brasil após a desclassificação do vencedor por supostas fotos em que apareceria em nu frontal, o brasiliense Anderson Tomazini, de 24 anos, eleito terceiro colocado, viu sua vida mudar de uma hora para outra ao ser conduzido a um outro concurso, desta vez internacional. Entre os 16 homens mais bonitos das Américas, Anderson trouxe para casa o título de Mister Continente del Mundo 2013 da competição realizada no Peru.

IMG_8387 (1)Tomazini, como gosta de ser chamado, é um típico brasileiro, que reúne todos os atributos necessários para ter sido escolhido o representante do continente americano. Bonito, de corpo atlético e saudável, foi descoberto por um olheiro acostumado a lidar com os tipos masculinos mais desejados do país, que o convidou a participar do certame nacional para representar o Acre. “O estado não conseguiu enviar representante à disputa e eu entrei na disputa por causa do meu biotipo”, revela ele, que, durante o processo, encantou os especialistas também com sua inteligência, educação e simplicidade.

Os meses que antecederam ao concurso não foram fáceis. Já acostumado a uma rotina de cuidados com o corpo, o rapaz, de 1,85m, teve que intensificar os trabalhos, tornando a dieta mais rigorosa e aperfeiçoando os treinos na academia (veja box no final desta reportagem). Mas imprimir maior dedicação à estética não foi a parte mais difícil do processo. Anderson conta que se viu diante da urgência em passar por todo um treinamento psicológico para compreender a transformação que estava sendo imposta à sua vida outrora pacata. “Eu nunca fui ligado nessa coisa do trabalho de um modelo. Sempre me cuidei e gostei de dar atenção à aparência, procurando me vestir bem e tentar ficar mais bonito, mas as coisas tomaram uma proporção que eu não imaginava”, conta ele, que teve também que vencer alguns preconceitos para poder passar aos familiares e amigos o real conceito de ser um mister. “Desmitificar a imagem equivocada de que todo cara que se envolve com concursos dessa natureza é homossexual ainda é uma tarefa complicada, infelizmente”, desabafa o bonitão, que é heterossexual, mas nega ter qualquer resquício de homofobia em sua personalidade. “Cada um ama quem seu coração manda e deseja o que o seu próprio corpo pede e ninguém tem nada a ver com isso. Só não é a minha praia”.

Tomazini foi criado em Taguatinga, no seio de uma tradicional família de pioneiros do Distrito Federal. Empresário do ramo de automobilismo, começou a trabalhar cedo e logo abriu seu próprio negócio, enquanto estudava administração de empresas. No meio onde passou a vida toda, “homem que é homem não tem frescura” , como ele mesmo descreve. “A figura do metrossexual nunca teve muito espaço no meu habitat natural. Está sendo tudo muito novo para todo mundo me ver com tanto capricho no meu novo estilo de vida, que inclui roupas mais modernas, cremes para a pele, etc. Além disso, nunca se viu tanta foto minha de sunga e cueca espalhada pela internet, em sites de todo tipo, dos mais sérios aos mais apelativos”, conta ele, deixando um pouco de lado o tom de humor para falar que precisou, ainda, de uma conversa muito franca com a então namorada, com quem estava junto há quatro anos. Tomazini revela que a moça também passou por maus bocados, em decorrência da falta de compreensão de alguns amigos. “Mas ela sempre soube bem o homem que tinha ao seu lado e respeitou a minha decisão em seguir em frente, encarando a situação com muita sabedoria”, explica. O ciúme, entretanto, pôs fim ao relacionamento em meio à produção dessa reportagem. “Ainda sinto muito, mas estou tocando em frente, porque tenho um foco e vou até o fim”, garante.

IMG_8348 (1)O foco a que o dono da faixa de homem mais bonito da América se refere é bem definido: o rapaz quer continuar sua rotina de cuidados com o corpo e com a mente para fazer jus ao reconhecimento que teve e ao carinho que vem recebendo dos novos amigos que fez – “gente ligada à moda, ao fitness e à mídia” – e dos fãs que conduziram sua página no Facebook ao marco de 3 mil curtidas desde que retornou do concurso internacional, no início de maio. De lá para cá, Anderson já concedeu entrevistas diversas para jornais, revistas e sites de todo o Brasil, além de participar dos mais importantes eventos de moda da capital. Recentemente, o rapaz, cujo passe já está sendo negociado por grandes agências de modelo, foi convidado para ser o representante de uma consagrada marca ligada ao mundo fitness no Distrito Federal.

E é aqui, em sua terra natal, que ele pretende fixar seu eleitorado. “Gosto de Brasília e não me sinto preparado para sair daqui e ganhar o país, como faz a maior parte das pessoas que ganham o reconhecimento da mídia. Nunca quis ser celebridade, mas quero continuar sendo destacado pelo que sou e pelo que represento”, argumenta o mister, que detém conhecimento diversificado, hoje chamando atenção em qualquer roda de conversa sobre moda masculina, política, economia, automobilismo e gastronomia. Já apontado como um novo it boy em Brasília, Tomazini revela que, em breve, vai lançar um blog onde dará dicas de comportamento, beleza, fitness e consumo. “Eu gosto de escrever e quero dividir minhas ideias com quem aprendeu a me conhecer e a me admirar pelo que sou. Hoje em dia, o homem pode e deve, sim, se cuidar, ficar mais bonito por dentro e por fora e se sentir melhor com sua estampa sem perder a masculinidade. E garanto, a mulherada aprova”.

Anderson Tomazini, que, está solteiro, já vem sentindo o aumento do assédio feminino, mas avisa: seu coração ainda precisa de um pouco mais de tempo para estar preparado a uma nova realidade. “Sou extremamente romãntico e gosto de estar com alguém de verdade para dividir a vida. Não quero ficar pulando de galho em galho”, revela. Sobre a mulher que julga merecedora de usufruir tudo isso que ostenta, o homem eleito mais bonito da América descreve como sendo “especial e disposta a levar a sério o compromisso de ter ao lado um cara com todas as suas qualidades e saiba conviver com seu novo estilo de vida”. Às que interessaram, fica a dica: o rapaz mora em Águas Claras e é por lá que ele costuma trabalhar, treinar e se divertir. Vai que, numa dessas, você cruza com o bonitão pelas ruas. Não custa tentar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s